Sentimentos e parte da identidade

Inspirada pelos elementos e movimentos constantes da natureza, a designer de joias japonesa, Kayo Saito, começou a sua carreira desenvolvendo delicadas joias de papel vestíveis e duráveis.

Atualmente, Saito cria formas esculturais - extraordinariamente delicadas - por meio de joias de ouro e prata, tendo como influência criativa a aparente fragilidade, a estrutura e a energia vital das plantas.

Tal como na natureza, a designer constrói suas peças a partir de elementos repetitivos que parecem se expandir organicamente. Segundo ela, depois que as peças são usadas, sua essência passa para o usuário e se torna parte de sua identidade e sentimentos.

Kayo Saito diz que sempre viu as joias como forma de arte única, com uma variedade ilimitada de materiais e estilos que podem ser usados, além de descrever seu trabalho como mini esculturas, às quais podemos nos relacionar de maneira física e psicológica.

A designer ganhou vários prêmios de joalheria e foi selecionada para o Art Foundation Awards do Reino Unido em 2010. Seu trabalho vem sendo apresentado em diversas galerias e feiras de arte europeias.

Assine nossa newsletter